Para andar rápido: tênis inspirado no mundo dos carros

A parceria da Puma com a Ferrari já é antiga. Produzindo todo tipo de roupas e acessórios usados dentro e fora das pistas, a grife ítalo-germânica é cultuada por fãs da Ferrari, Puma e Fórmula 1.

Em 2010, depois que Kobe Bryant, astro do basquete, saltou um Aston Martin DB9 em um vídeo publicitário, a Nike criou um tênis com as cores do carro, ao todo, 500 unidades. Hoje, os “Kobes” não são mais fabricados, tornando as existentes valorizadas peças de coleção.

Inspirada no Lamborghini Aventador, em 2017, a Mizuno lançou uma edição limitada do seu modelo Wave Tenjin 2. O design do tênis reproduz as linhas do carro em tecido que simula fibra de carbono. 

 

Em 1980, os mecânicos da Williams usavam tênis personalizados, que se tornaram objetos de desejos dos aficionados. Porém, produzidos por encomenda, seus exemplares são raríssimos. 

 

Quer saber mais? Confira na íntegra a matéria da Quatro Rodas aqui

 

Governo autoriza que imagens de câmeras de trânsito sejam usadas para multar motoristas

De acordo com a nova resolução da Contran, Conselho Nacional de Trânsito, agora é possível ser autuado de forma remota. Além de câmeras e radares utilizados para registrar infrações, os órgãos de trânsito terão um dispositivo ainda mais apurado para captar o descumprimento da lei. Uma nova resolução da Contran permite o uso de monitoramento por vídeo para multar motoristas. 

 

A Resolução n° 909 autoriza que fiscais utilizem vídeos como prova para autuar condutores que descumprem as normas de trânsito. Existe um campo “observação” no qual o fiscal deverá informar que a infração foi flagrada remotamente. Sendo assim, esse tipo de infração só poderá ser registrada em vias que estejam devidamente sinalizadas sobre o uso do videomonitoramento.                                                                                                                                 

 

O registro de descumprimento das leis de trânsito por videomonitoramento está previsto no Código de Trânsito Brasileiro desde 1998, ele consta no parágrafo 2° do artigo 280. Visando regulamentá-lo, o Contran já publicou duas resoluções nos últimos nove anos.

 

A Resolução n° 471, em 2013, estabeleceu que a filmagem em estradas e rodovias poderia ser usada como forma de infração. Em 2015, a Resolução n° 532 passou a permitir o uso desse método também em vias urbanas. A nova norma engloba as duas resoluções e as consolida em uma só.                                                      

O que é IPVA?

IPVA é a sigla para Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores, um imposto estadual com intuito de arrecadação sobre os automóveis, independente de qual tipo de veículo for (motos, carros, ônibus e caminhões).

O IPVA não tem vínculo com o governo federal, isso significa que somente Estados e o Distrito Federal têm competência para instituí-lo. A arrecadação é realizada por cada estado, sendo que por norma metade do total arrecadado é destinado ao próprio estado e a outra parcela pertence ao município onde o veículo foi registrado.

 

O objetivo do IPVA é arrecadar dinheiro, esse imposto é cobrado apenas de veículos que circulam em terra, ou seja, não compreende nenhum outro tipo de automóvel, como barcos, lanchas etc.

 

Fonte: Agile Jurídico

Motores três cilindros, vale a pena?

Os carros de motores 3 cilindros estão cada vez mais presentes no mercado em veículos compactos. A retirada de um cilindro causa estranhamento aos leigos, porém um motor com uma quantidade menor de cilindros tem o rendimento superior a uma unidade comum de quatro cilindros. Isso ocorre devido ao menor atrito criado dentro do cilindro, no processo de abertura e fechamento das válvulas.

 

No artigo de hoje nós vamos apresentar as vantagens dos motores 3 cilindros, que apesar de muito comum nos carros atualmente, ainda são desconhecidos para os motoristas.

 

  • Menor atrito

A diminuição do atrito acontece por conta do motor trabalhar com um pistão a menos. O menor atrito faz com que o aproveitamento da potência do propulsor seja maior.

 

  • Mais leve

Um automóvel de 3 cilindros é em média 30 quilos mais leve que um carro de 4 cilindros. A diferença do peso afeta o peso final do veículo fazendo com que a suspensão dianteira seja menos cobrada.

 

  • Mais eficiente

O motor 3 cilindros é mais eficiente pela somatória das vantagens anteriores a diminuição do atrito e de peso. Também há um menor consumo de combustível, ou seja mais potência, com menos gases poluentes sendo emitidos.

 

 

Fonte: Instacarro

Câmbio automático: trocar ou não trocar o óleo?

A troca de óleo nos câmbios manuais e automáticos são muito importantes para a manutenção da boa mecânica do carro. Porém com a tecnologia e os novos sistemas, alguns carros não necessitam mais da troca de óleo do câmbio.

O sistema long life, tanto na transmissão manual ou automática, não necessita da troca de óleo com regularidade. Esse tipo de câmbio foi projetado para não sofrer deterioração pelo tempo de uso, por utilizar um óleo sintético. Mesmo tendo uma vida longa, os especialistas advertem que é conveniente efetuar a troca de óleo em carros que tenham 40 anos de uso.

Como saber se preciso trocar o óleo do câmbio?

A informação sobre a caixa de câmbio do seu carro, assim como a manutenção necessária está no manual do proprietário. Além disso, é pertinente a troca do câmbio em automóveis com idade avançada e alta quilometragem.

 Fonte: Autopapo

CNH COM QR CODE: como pedir a sua CNH digital pelo aplicativo?

O QR Code na CNH já é uma realidade desde 2017 e é por meio desta tecnologia que surgiu a CNH Digital. Ainda assim tem muitos motoristas com dúvidas sobre o que ou como fazer para ter essa versão. Primeiro, é necessário baixar no seu celular o aplicativo do detran chamado “Carteira Digital de Trânsito”, depois você deve preencher os requisitos de validação e criar uma senha. Com o aplicativo o usuário tem vários benefícios, como por exemplo, acessar a CNH no celular mesmo sem internet, é possível ter uma versão pdf do documento digital, que equivale a uma cópia autenticada. Além da mobilidade por estar no smartphone, o app é seguro pela proteção da criptografia e da autenticação.

Vale lembrar, que esta tecnologia também é encontrada Certificado de Registro do Veículo (CRV) no mesmo aplicativo Carteira Digital de Trânsito.

Fonte: DETRAN – RJ

Tudo o que você precisa saber sobre o CRV digital

O CRV Digital permite que a comercialização de veículos fique bem mais fácil. Uma vez que não será mais necessário ir ao Cartório para resolver os trâmites de compra e venda. O CRV-e começou a valer em 2021 e não interfere nos outros veículos que têm este documento impresso em papel moeda.

 

A ideia da digitalização é unificar em um único aplicativo (Carteira digital de Trânsito) os documentos necessários para o motorista, assim facilitando o dia a dia dele. No aplicativo o motorista pode cadastrar a CNH, o CRV e o CRLV, tudo de forma tecnológica, criptografada e autenticada.

 

Da mesma forma que a CNH digital, com o CRV digital o usuário pode apresentar uma versão pdf do documento, este modelo possui um QR Code que autêntica a veracidade do papel A4 branco comum.

 

 

 

Fonte: Autopapo

 

O que é e para que serve o IPVA?

O Imposto Sobre Propriedade de Veículo Automotor, popularmente conhecido como IPVA, é uma taxa cobrada anualmente de veículos como carros, motos, caminhões, ônibus e até aeronaves. Como é um imposto estadual, o valor varia de acordo com o Estado.

 

O IPVA é destinado metade para o governo municipal e a outra metade para o governo estadual, que usa na manutenção e recuperação das rodovias.

 

Somente a partir do pagamento do IPVA, o motorista consegue obter o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLV). Este documento expedido anualmente é o responsável por indicar que o automóvel está apto a circular pelas ruas brasileiras.

 

O não pagamento do IPVA pode trazer muitos problemas para o proprietário do veículo como o CRLV desatualizado, a possibilidade de apreensão do veículo pela polícia em blitz, multa de 0,33% por dia de atraso e juros de mora com base na taxa Selic.

 

 

Fonte: Azul Seguros

4 carros para viajar pelo Brasil

Na hora de viajar é preciso ter um carro que atenda às necessidades de todos os membros da família, afinal serão horas dentro do automóvel até chegar ao local desejado. Itens importantes como: Conforto, espaço e mecânica devem ser avaliadas antes de pegar a estrada.

 

Outro ponto que deve também ser observado é o modelo de carro escolhido:

 

  • SUV: São carros altos, com porta-mala grande e tração nas quatro rodas;
  • Hatch: Compactos, fácil de estacionar, com porta-mala de tamanho razoável e econômico;
  • Minivan: Comportam até 9 pessoas, muito espaço interno e mais econômico que os SUV’S;
  • Sedan: Bom custo-benefício, apesar de não ser tão econômico em combustível e porta-mala amplo.

 

4 Modelos para viajar pelo Brasil:

1)   Chevrolet Spin

Esse automóvel possui versões de 5 e 7 lugares, tem muitos porta- objetos, amplo porta-malas e aceita tanto gasolina, quanto etanol (motor bicombustível);

 

2)   Nissan Grand Livina

Também possui motor bicombustível, comporta até 7 pessoas e tem desempenho impressionante nas rodovias;

 

3)   Chevrolet Captiva

Esse SUV esbanja conforto e possui uma tecnologia de troca de marcha que economiza bastante combustível;

 

4)   Honda CR-V

Outro SUV muito espaçoso e confortável, com duas versões de motor (1.5 e 2.0), tração nas 4 rodas e porta-malas grande.

 

Conta pra gente: o que você faz para tornar a sua viagem mais agradável em termos de conforto?

Esperamos que tenha gostado das dicas.

 

Fonte de referência: Meu Carro Novo.

Duas vantagens de adquirir um seminovo

Os seminovos são carros caracterizados por ter, no máximo, três anos de uso, pouca quilometragem, por volta de 30 mil Km e com a mecânica e a lataria em perfeito estado. Comprar um carro seminovo pode ser uma opção para quem não pode ou não quer comprometer sua situação financeira.

 

Os benefícios do carro seminovo são dos mais variados como: custo atrativo, seguro mais baixo, menor necessidade de manutenção, menores taxas e impostos, economia com documentação e flexibilidade na negociação.

Selecionamos duas vantagens que consideramos as mais interessantes:

 

  • Segurança

A segurança é essencial ao comprar um carro, porque isso traz uma maior proteção para todos os passageiros. Ao comprar um seminovo haverá economia em relação ao 0 Km, o que traz a oportunidade de escolher um seminovo que tenha mais equipamentos de proteção como: Airbags, sistema de frenagem, câmeras laterais e traseiras, como também sensores anticolisão.

 

  • Custo-Benefício

Todo carro novo sofre uma desvalorização ao sair da concessionária, é estimado que por volta de 10% do valor do 0km é perdido no ato da compra. O que proporciona a oportunidade do consumidor de comprar pelo valor de um 0km, um seminovo de categoria superior. Além disso, o seminovo oferece diversas formas de ser comprado pela concessionária, com o proprietário, em leilões ou em lojas menores.

 

 

Confira nossas oportunidades imperdíveis nos leilões da semana. Clique aqui e acompanhe.

 

Fonte: Banco BV